TikTok e outros apps chineses entram na mira do Japão e podem ser banidos do país

0
63

Depois de índia e Estados Unidos, o Japão pode ser o próximo país a banir uma série de aplicativos chineses, incluindo a rede social TikTok. Isso porque um grupo de parlamentares em Tóquio está de olho em uma suposta espionagem promovida por Pequim.

De acordo com a emissora NHK, esses legisladores compartilham as mesmas preocupações de segurança dos EUA e estudam seguir o exemplo de Washington e Nova Déli. Isso porque há um sério temor quanto a um possível repasse de dados de cidadãos japoneses ao governo da China.

O Japão foi um dos primeiros países a adotar o TikTok fora da China. O aplicativo fez muito sucesso e atraiu diversas celebridades locais. Atualmente, a rede social é o quinto app mais baixado na App Store e na Google Play Store.

Comentando os primeiros problemas e possível banimento no Japão, o TikTok negou que compartilhe dados de usuários com Pequim:

Há muitas informações erradas sobre o TikTok por aí. O TikTok tem um CEO americano, um diretor de segurança da informação com décadas de experiência na indústria, forças militares e policiais dos EUA e uma equipe dos EUA que trabalha diligentemente para desenvolver a melhor infraestrutura de segurança da categoria. Quatro dos cinco assentos no conselho da controladora são ocupados por alguns dos investidores globais mais respeitados do mundo. Os dados do TikTok Japão são armazenados nos EUA e em Cingapura, com controles rigorosos no acesso dos funcionários.

Por enquanto, ainda não sabemos se o alinhamento automático de Tóquio aos EUA será concretizado. Mesmo assim, há chances do governo local banir até mesmo o WeChat, Baidu e AliExpress. Isso tem um grande potencial para afetar empresas chinesas, uma vez que o Japão é um mercado muito mais lucrativo que a Índia, por exemplo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui