O Hospital São Julião recebeu, ou não recebeu?

0
60
O Hospital São Julião recebeu, ou não recebeu?

Vereador Marcos Tabosa, do PDT, desafiou a base do prefeito Marquinhos Trad (PSD) a comprovar o repasse de R$ 500 mil da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) ao Hospital São Julião, de Campo Grande.

O valor se refere a emenda parlamentar enviada pela deputada Rose Modesto ainda em 2021. Indignado, o parlamentar usou a palavra do líder durante sessão da Câmara ontem (15) onde cobrou explicações e fez críticas ferrenhas à administração de Trad.

Tabosa discordou da nota oficial da Sesau, que diz que a emenda foi repassada ao hospital. Ele cita que entrou em contato com o diretor administrativo-financeiro do São Julião, Claudio Machado, que não houve repasse e exigiu provas dos pagamentos. “O PDT está preocupado e abalado om essa notícia do dinheiro que está preso.

A Sesau soltou uma nota dizendo que está tudo certo e que foi pago. É uma grande mentira! Que absurdo essa mentira deslavada. Está com os 500 mil da Rose lá. Não pagou para o São Julião e dificilmente vai pagar. Não precisava assinar nada. Poderia cumprir a palavra”, disse o vereador, que citou os nomes dos secretários de Saúde, José Mauro Filho, e de Finanças, Pedro Pedrossian Neto.

Machado revelou, na semana passada, que o valor da emenda não havia sido liberado sob a exigência de elaboração de plano operacional e exigência de metas. A notícia foi publicada pelo jornal O Estado. Porém a Sesau rebateu a afirmação e em nota oficial disse que: “Não há nenhuma pendência financeira entre o município e a instituição e todos os atendimentos pactuados estão sendo realizados normalmente”.

O pedetista se exaltou durante a fala na Casa de Leis, e desafiou a base do PSD, composta pelos vereadores Beto Avelar, Otávio Trad, Valdir Gomes, Junior Coringa e Tiago Vargas, a defender o prefeito. No entanto, durante a sessão, os parlamentares não comentaram a respeito do tema.

Em contato com o líder do prefeito, Beto Avelar, as ligações não foram atendidas e não houve resposta via WhatsApp. O espaço fica aberto, caso alguns dos citados queiram emitir posicionamento. Questionado, o líder do prefeito, vereador Beto Avelar pontuou que a emenda foi paga. “O Vereador Tabosa na sua grande maioria fala sem qualquer parâmetro. A informação que eu tbem recebi da SESAU é que já foi efetuado o pagamento.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui