Na tribuna da Câmara, vereador Tabosa cobra demandas de Anhanduí

0
30

Utilizando de suas prerrogativas de parlamentar do Legislativo Municipal de Campo Grande, o vereador Marcos Tabosa (PDT) utilizou a tribuna na sessão do último dia 20 para apresentar pedidos dos moradores do Distrito de Inhanduí.

Recentemente ao visitar o distrito, o vereador recebeu diversos pedidos das lideranças locais, relatando as inúmeras dificuldades enfrentadas por aquela comunidade, que tem impactado no seu bem-estar, como dificuldades com segurança, transporte coletivo, saúde, abastecimento de água, energia elétrica, entre outros problemas do cotidiano comunitário.

Determinado a ajudar o Distrito de Inhanduí, o vereador Tabosa priorizou as principais dificuldades daquela comunidade, entre elas o abastecimento de água e energia tem sido as maiores causas de dissabores dos moradores, pois torna o dia-a-dia mais difícil, já que constantemente este serviço público é suspenso sem nenhuma causa ou explicação das empresas concessionárias, ou seja, a Águas de Guariroba, que fornece água e a Energisa, que fornece energia.

Com aproximadamente 5 mil habitantes, o Distrito de Inhanduí, distante 54 km de Campo Grande, foi fundado em 17 de novembro de 1948, pela Lei estadual 1.131, promulgada pelo governador do então Mato Grosso uno, Arnaldo Estevão de Figueiredo. Sua população supera em número cinco municípios de Mato Grosso do Sul: Rio Negro (4.834 pessoas), Novo Horizonte do Sul (4.041), Jateí (4.025), Taquarussu (3.570) e Figueirão (3.027).

Devido sua distância de Campo Grande, seus moradores sentem-se abandonados dos principais serviços públicos disponíveis aos moradores da Capital, mas que geograficamente compreende também o Distrito de Anhandui. “O que senti das lideranças é que falta aquela atenção especial do poder público, da presença constante e do cuidado mais próximo do cidadão e mesmo tendo uma sub-prefeitura suas ações não conseguem atender a demanda de uma região com o tamanho e densidade populacional que tem Anhandui”, disse o vereador.

Para iniciar suas ações em favor do Distrito, o vereador Marcos Tabosa cobrou das concessionárias de água e energia a solução imediata dos problemas que afligem a região, já que seus moradores pagam igualmente impostos e exigem um serviço de qualidade, sem atraso e constante.

Como resultado desta cobrança, o diretor-presidente da Águas Guariroba, Themis de Oliveira, agendou reunião para a próxima semana com o vereador que será recebido com algumas lideranças do Distrito de Anhandui. Da mesma forma, o diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes Monteiro agendou para o dia 13 de março um encontro com o vereador Tabosa e representantes dos moradores daquela comunidade.

“Minha obrigação como vereador da área geográfica de Campo Grande no Parlamento Municipal é defender os interesses da população e que a partir de agora serei a voz daquele Distrito na Câmara Municipal, atuando firmemente nas articulações políticas junto ao Executivo Municipal”, disse o vereador Marcos Tabosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui