Cultura japonesa: 3 ideias DIY para aprender mais sobre o país e embelezar sua casa

0
93
Cultura japonesa: 3 ideias DIY para aprender mais sobre o país e embelezar sua casa
O Japão é um país que tem fortes laços com o Brasil. Afinal, o solo brasileiro abriga a maior comunidade japonesa fora do país asiático: segundo o Consulado Geral do Japão em São Paulo, o número estimado de brasileiros com ascendência japonesa é de 1,5 milhão. Por isso, não é de se espantar que a cultura japonesa fascine os brasileiros! A Japan House, localizada em São Paulo, chegou ao Brasil em 2017 justamente com a missão de se tornar ponto de difusão da cultura japonesa no País. Atualmente, é claro, o local está fechado devido à pandemia do novo coronavírus, mas ainda é possível conhecer um pouco de seu conteúdo online. Em seu canal no Youtube, o centro de cultura ensina a fazer 3 projetos DIY simples relacionados ao Japão: são duas brincadeiras tradicionais para as crianças, e um arranjo floral montado de acordo com a Ikebana, arte japonesa de fazer arranjos de flores. Saiba mais sobre eles e veja como fazer:
LEIA MAIS

1. Origami de sapo

Este já é conhecido: o origami é a arte milenar japonesa de dobrar papeis para criar figuras e desenhos. A técnica se espalhou praticamente pelo mundo inteiro, e é muito popular entre as crianças. E uma forma ainda mais divertida de fazer origamis com os pequenos é com este “Jogo do Sapo”, da Japan House: o vídeo ensina a fazer origamis em forma de sapo, que conseguem “pular”. Dá para fazer vários e competir com as crianças para ver qual “salta” mais longe! Veja o passo a passo no vídeo.

2.  Kamishibai: um mini teatro de papel japonês!

O termo “kamishibai” vem da junção das palavras japonesas shibai (teatro) e kami (papel) – ou seja, é uma forma japoensa de contar histórias a partir de desenhos em um papel. Geralmente, os papeis com desenhos são envoltos por uma caixa que se abre, revelando a história, como se fosse mesmo um mini teatro. Segundo a Japan House, o kamishibai tem sua origem relacionada aos templos budistas japoneses do século XII, quando os monges usavam rolos de pergaminho desenhados para transmitir os ideais budistas aos analfabetos. Porém, no início do século XX, o país passou por uma grave crise econômica, e muitos japoneses passaram a utilizar o kamishibai como uma maneira portátil de entreter o público enquanto vendiam mercadorias. Com a chegada da televisão, o teatro de papel perdeu um pouco de sua popularidade, mas ainda é ensinado nas escolas para estimular a criatividades das crianças.

A estrutura do kamishibai é geralmente feita de madeira, mas também é possível montar uma versão simples utilizando papelão, como mostra o vídeo. Você só vai precisar de papelão, cola, e muita criatividade para os seus desenhos! Se quiser, você também pode decorar o papelão para montar um kamishibai mais colorido.

3. Ikebana: a arte de fazer arranjos florais

A Ikebana é a técnica japonesa de arranjos florais que pode ser utilizada tanto para cerimônias religiosas quanto para embelezar a casa no dia a dia. No vídeo, Emiko Miji Ide, professora de ikebana, dá dicas para fazer o arranjo tradicional. “A ikebana pode ser feita por qualquer pessoa, em qualquer lugar e com qualquer material”, diz.

A primeira dica é usar tiras de garrafa PET para dar sustentação ao arranjo dentro do vaso ou copo utilizado. A professora recomenda, também, tirar as folhas das flores, porque elas apodrecem muito rapidamente dentro da água e proliferam bactérias. Na hora de cortar os cabos das flores e folhagens para colocá-las no vaso, a recomendação é cortar dentro de uma vasilha com água. Desta forma, a água entra rapidamente nos cabos das flores e evita a formação de bolhas de ar dentro da planta, fazendo com ela dure mais. 

Acompanha tudo de Casa Vogue? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais, o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui