Conheça Kalé: O primeiro negro a jogar no futebol japonês

0
67
Conheça Kalé: O primeiro negro a jogar no futebol japonês

Atualmente é possível e necessário lutar pela igualdade racial. Vê-se nesse 2020 muitos protestos por conta de crimes contra negros. Nesse ínterim a hashtag #blacklivesmatter tem rodado o mundo e está fazendo as pessoas ao menos refletirem sobre o assunto. De fato o ex-jogador brasileiro Dorival Carlos Esteves, o Kalé, fez sua parte quando tornou-se o primeiro jogador negro do futebol japonês.

QUEM FOI KALÉ?

Nascido no dia 5 de março de 1947, Dorival recebeu o apelido por conta de sua semelhança física com Pelé. Definitivamente uma comparação fortíssima e que o deixava com uma responsabilidade ainda maior. Kalé teve uma boa carreira futebolística, ainda que não ao nível do Rei, mas foi um ótimo jogador e sem dúvidas marcou seu nome na história. O ex-lateral ainda casou-se duas vezes e teve quatro filhos: Marcos, Márcia, Karina e Cibele.

Dorival Carlos Esteves faleceu no início desse ano mas não teve a causa da morte revelada. A divulgação do óbito de Kalé foi feita pela própria filha Karina no dia 26 de janeiro. De certo uma perda irreparável para os familiares e amigos, além dos antigos colegas de profissão.

Kalé
Kalé – Foto: Reprodução/ Marcos Júnior Micheletti/ Terceiro Tempo


VIDA FUTEBOLÍSTICA

BRASIL

Natural de Botucatu, de antemão iniciou sua carreira na Ferroviária de Botucatu. Assim sendo começou nos infantis mas logo virou profissional pelo mesmo clube. Por outro lado, Kalé não chegou a jogar com Zé Maria que acabara de ser vendido para a Portuguesa de Desportos. Assim sendo, precisou substituir o Super Zé, e apesar da tarefa difícil o jogador que tinha traços de Pelé fez por onde e conquistou seu espaço.

Logo após conseguir destaque no clube de sua cidade natal, foi vendido para o Juventus-SP. Milton Buzzeto, Mão de Onça e Pando, nomes que jogaram ao lado de Kalé no time da Mooca. Além disso foi emprestado ao SAAD. Em seguida, após um tempo no clube de São Caetano do Sul viu-se de volta ao Juventus. Logo na sequência a notícia de que o Japão seria seu destino.

JAPÃO

Tornou-se o primeiro negro no futebol japonês. Visto que no país não haviam jogadores afro. Foi importante para o início de uma mudança. Ao menos no Japão, a visão pôde ganhar novos horizontes. Destaque no futebol nipônico por três anos consecutivos, Kalé ainda tornou-se chuteira de ouro em 1970, 1971, 1972. Tinha um estilo ofensivo e surpreendeu muitos japoneses ao marcar vários gols. Não restou dúvidas de que era um dos melhores da posição.

Jogou no Yanmar Diesel de Osaka até o término de sua carreira quando começou a cuidar de clínicas de futebol no Japão. Por fim, retornou ao Brasil em 2005 e aqui viveu até o início de 2020, quando faleceu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui