Oficina recria vans e caminhões clássicos a partir de minicarros japoneses

0
72
Oficina recria vans e caminhões clássicos a partir de minicarros japoneses

Ter um carro clássico em boas condições não é possível? As réplicas em miniatura não te agradam? Ideias peculiares vindas do Japão que podem ser úteis.

Isso porque preparadores locais vêm transformando os icônicos kei cars em luxuosas réplicas de vans e furgões do Ocidente, com representação em escala. Entre os modelos, há desde a saudosa Kombi até ônibus escolares, passando pela Ford Econoline. Tudo limitado pela criatividade do freguês.

Todos os carrinhos são construídos com base nas especicações dos “keijid?sha”, menor categoria de automóveis do Japão. Tais veículos devem ter até 3,4 m de comprimento, 1,48 m de largura e 660 cilindradas, dentre outras especicações.

Criada em 1949, a classe do kei cars goza de benefícios scais, preços menores e isenção de regras de circulação e estacionamento nas apertadas e cheias cidades japonesas. Desde 2014, entretanto, a redução de benefícios aliada ao crescimento de elétricos e de outros modais fez com que os kei se tornassem cada vez mais itens de coleção e experimentos.

No caso da ocina Cal Stage, de Osaka, a regra é ‘espremer’ furgões e pesados em miúdas unidades; tão bem replicadas que são capazes de enganar quem as vê sem referência de tamanho.

A Cal Store não é a única preparadora do tipo no Japão, mas se destaca pelas centenas de opções que oferece na reforma dos carrinhos. Ao todo são 11 tipos de réplicas à disposição, feitas sempre a partir de kei cars ou kei trucks de série, fabricados pela Nissan, Subaru entre outras.

O cliente pode escolher o modelo-base conforme estoque, quantidade de portas, quilometragem e, principalmente, o que ele deseja no resultado nal. Além disso, pode levar seu próprio kei e solicitar uma transformação exclusiva.

Os puristas são bem-vindos, claro, mas há espaço para todo tipo de extravagância. Desde o charmoso Citroen H dos anos 1940 feito sobre um Suzuki Carry DA63T à Kombi com pia e balcão de madeira recriada a partir de outro kei, tudo é válido.

Para os apressados, existem até modelos prontos, como uma outra Kombi montada sobre um Daihatsu Hijet 2014. O modelo custa cerca de R$ 74.100 e vem com motor 0.6 a gasolina, transmissão automática, vidros elétricos, ar-condicionado, partida sem chave e airbag.

Mais barato que encomendas sob medida, o Wagen Bus, como é chamado, não é tão profundamente modicado quanto seus semelhantes, mas aproveita a capacidade de carga pensada ao propósito original do Hijet. As réplicas podem ser montadas no próprio site da Cal Store em espécie de “Monte o Seu” sob medida.

Todos os carros possuem garantia e conformidade plena à lei japonesa. O prazo de entrega das “kei Kombis” e companhia varia de alguns dias a cerca de dois meses, conforme a complexidade do pedido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui