Festa Junina da Associação Okinawa: sucesso de público e animação

0
73
Festa Junina da Associação Okinawa: sucesso de público e animação

Após dois anos sem festas e aglomerações por conta da crise sanitária proporcionada pela Covid-19, finalmente um grande evento social e cultural voltou a animar o povo de utiná em Campo Grande com a realização da tradicional festa junina da Associação Okinawa de Campo Grande, cuja diretoria é atualmente presidida pelo jovem médico Marcel Arakaki Asato.

Totalmente incorporados à cultura sul-matogrossense, sem perder a essência de seus antepassados, os okinawanos promoveram uma grande festa junina no último dia 12, em suas dependências, na Rua dos Barbosas, 110, no Bairro Amambai, com a presença de um público numeroso e animado, embalados pelo clima junino ao som de músicas tradicionais do Estado como o chamamé, rancheira, polca paraguaia, a milonga e o vanerão gaúcho, entre outros estilos que animou e convidou todos para dançar.

Por ser uma festa tradicional da cultura brasileira, neste evento teve pouca comida japonesa, mas muitas guloseimas típicas dessas oportunidades, como canjica, doces diversos, espetinhos, arroz carreteiro, quentão, cerveja, refrigerantes, etc. Um detalhe especial sobre as delícias servidas foi o famoso Sobá e a sopa de cabrito (Hijá no Shiru), prato tradicionalíssimo na comunidade, servido há mais de 25 anos por lá. A combinação leva todas as partes do animal, é conhecida pelo sabor forte e marcante da carne, além de ser típica da terra do Sol Nascente.

Na programação festiva muitas brincadeiras foram colocadas à disposição dos jovens, crianças e adultos como pescaria, sorteios, entre outros e a tradicional quadrilha com a participação do pessoal da terceira idade, mas que todos puderam participar e tornar o evento mais animado ainda.

Nos bastidores do evento, um batalhão de voluntários de vários departamentos como Fujinkai, karaokê, dos jovens, de cultura, da língua japonesa, etc., trabalharam duro para conseguir atender o grande público que compareceu para tornar o evento mais contagiante e deixar um gostinho de quero mais para o próximo ano.

Aos poucos a vida cultural e social está voltando ao normal permitindo que dirigentes e os responsáveis em transmitir conhecimento e cultura a próxima geração consiga colocar em prática a extensa agenda de atividades planejadas todos os anos para manter viva a cultura e o estilo de vida dos descendentes de japoneses aqui radicados e agora totalmente incorporados ao modo de vida dos brasileiros, observados pela quantidade de jovens de outras etnias que compareceram em grande número para celebrar a vida e mostrar a força da miscigenação num ritmo cada vez mais acelerado, incorporando valores e novas formas de pensar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui