Início Saúde VEM DO JAPÃO A REGRA DOS 80% QUE ENSINA A COMER BEM...

VEM DO JAPÃO A REGRA DOS 80% QUE ENSINA A COMER BEM E A PERDER PESO

0
40

Os japoneses que seguem esta regra para controlar os hábitos alimentares, têm menos doenças cardíacas e uma esperança de vida mais longa.

O Japão é o país com mais centenários do mundo e com uma qualidade e estilo de vida que, em muitos países, já não é comum ver-se. Em Okinawa, por exemplo, por cada 100.000 habitantes, 68 já chegaram aos 100 anos.

Um dos principais segredos desta longevidade é a alimentação, plena e consciente, seguindo a expressão “Hara hachi bu”, ou a chamada lei dos 80%.

Ora, esta regra é a base da dieta japonesa, que defende que qualquer pessoa pode apreciar a comida e parar de comer quando sentir que está cheio, saciado, mas não demasiado.

Considera que mais de 80% é comer em excesso, o que faz com que o sistema digestivo demore mais tempo a processar a comida. Eventualmente, poderá levar à oxidação celular, que leva ao envelhecimento precoce. Quando o estômago está 80% cheio, tem algum espaço extra, o que lhe permite efetuar o processo de digestão mais rapidamente.

Segundo dados de 2011, os habitantes de Okinawa ingerem 1785 calorias por dia, significativamente menos do que o número médio de calorias consumidas por um português, que pode variar entre as 2000 e as 2500 nos homens e as 1500 e 1800 nas mulheres de acordo com o SNS.

Para os japoneses o “Hara Hachi Bu” tem muitos benefícios. Ajuda a manter um peso corporal e uma cintura saudáveis, a evitar a obesidade e problemas gastrointestinais, o refluxo ácido, os distúrbios metabólicos e leva a um melhor funcionamento do sistema digestivo. Também ajuda a diminuir os radicais livres no sangue, o que significa um menor risco de doenças cardiovasculares, cancro e outras doenças relacionadas com a velhice.

Para seguir esta prática, as regras são muito simples: comer mais devagar e sem distrações, como televisão, computador ou telemóvel, para que o corpo perceba que está realmente saciado, e utilizar recipientes e pratos mais pequenos, para comer menos sem se dar conta.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui