Começa o Festival do Japão Brasília no Pavilhão do Parque da Cidade

0
10

Até domingo (26) a capital federal receberá o festival, que celebra costumes e valores da cultura nipônica

Há 12 anos, o Festival do Japão Brasília foi criado para fortalecer a grande ponte cultural entre o Brasil e o país asiático. O evento promove arte, música, dança, esporte, culinária e cultura nipônica. Durante três dias, a capital federal receberá o festival, que celebra costumes e valores que são cultivados graças à conexão nipo-brasileira potente.  

A festa espera atrair mais de 50 mil visitantes ao Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. Além dos shows de artistas locais e de outros estados como São Paulo e Goiás, a programação inclui uma praça de alimentação com mais de 20 estandes de comidas típicas do país asiático, danças tradicionais, como Odori e Yosaki Soran, oficinas de origami, concursos de beleza, cosplay, parada de quimonos, demonstrações de artes marciais e um bazar com produtos orientais.

Kuniyoshi Yasunaga, organizador do evento, explica que a Federação das Associações Nipo-Brasileiras do Centro-Oeste (FEANBRA) idealizou o festival para unir associações nipo-brasileiras e grupos culturais da região, com o objetivo de manter a cultura japonesa presente na capital. “Além de promover os nossos costumes, o Festival do Japão Brasília é uma iniciativa que mantém viva a memória dos pioneiros de origem nipônica que tiveram importante papel na implementação da agricultura local. Assim como proporcionar a interação dos povos, democratizar o acesso à cultura e contribuir na geração de renda para pequenos produtores artesanais”, elencou. 

Na gastronomia, mais de 28 expositores de restaurantes oferecem pratos típicos como yakisoba, lamen, udona, sushi e doces japoneses como dorayaki e mochi ice-cream. Segundo o presidente da FEANBRA e coordenador da área de gastronomia do evento, a maioria do público do festival é atraída pela famosa culinária japonesa, que coleciona fãs ao redor do mundo. 

Neste ano, a área do pavilhão destinada ao bazar é maior em relação a 2023. São cerca de 100 expositores com produtos orientais, como tatami, kimonos, lojas de anime e cosplay, além das associações de escolas de língua japonesa e de intercâmbio cultural.  

O evento é co-realizado pela Embaixada do Japão no Brasil e conta com apoio de diversas instituições. A embaixada terá um estande para fornecer informações sobre turismo, bolsas de estudo e cultura japonesa. O embaixador do Japão no Brasil, Hayashi Teiji, destaca a importância e a grandiosidade do festival, que é feito pela comunidade de descendentes de japoneses nascidos fora do Japão. “É uma alegria ver como o festival, que nasceu de um desejo de união e celebração da comunidade nikkei local, cresceu para se tornar um dos maiores eventos do calendário oficial de Brasília. Temos grande satisfação em fazer parte dessa história e em poder prestigiar anualmente o público que aprecia a cultura japonesa no Brasil”, disse. 

No primeiro festival realizado após a isenção de visto para turistas brasileiros, introduzida em setembro de 2023, a Embaixada do Japão vai promover pontos turísticos japoneses e apresentar algumas das maiores atrações do país para visitantes estrangeiros, na intenção de fazer com que as pessoas tenham mais interesse em visitar o país do leste asiático. “Esperamos que, ao conhecer esse Japão no Brasil, celebrado no festival, nossos amigos brasileiros sejam inspirados a incluir o Japão em seus planos de viagem”, ressaltou o embaixador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui