Início Esportes A seleção de todos os tempos da J.League – segundo os próprios...

A seleção de todos os tempos da J.League – segundo os próprios japoneses

0
47
A seleção de todos os tempos da J.League – segundo os próprios japoneses

Fazer uma “seleção de todos os tempos” de qualquer país, time ou campeonato costuma ser uma tarefa ingrata e é quase impossível não ter injustiças. Porém, recentemente a revista japonesa Soccer Digest juntou 54 especialistas, entre jogadores, ex-jogadores, técnicos, jornalistas e até celebridades para uma votação dos 11 melhores jogadores de todos os tempos da J.League. O resultado você confere a seguir (para mais detalhes, discutimos as escolhas a fundo na live do Hinomaru):

Goleiro: Seigo Narazaki

Votos: 24
Times: Yokohama Flügels (1995-98), Nagoya Grampus (1999-2018)
MVP em 2010
Best Eleven: 6 vezes (1996, 1998, 2003, 2008, 2010-11)
“As grandes defesas em momentos cruciais foram memoráveis” – Masato Morishige (FC Tokyo)
“Ter o recorde de mais partidas disputadas na história da J1 é algo excepcional. Algumas defesas foram tão impressionantes que ele parecia um super-homem. O nome Seigo* combina bem com ele” – Yasuhito Wakita (comediante)
“É dele o incrível recorde de 631 jogos na J1. Quando o Nagoya foi campeão pela primeira vez, em 2010, ele foi o segundo goleiro que enfrentou o maior número de chutes e mesmo assim foi o terceiro com menos gols sofridos” – Toshio Ninomiya (jornalista)
*Em japonês, o nome do goleiro é escrito ?? – o primeiro caractere significa correto, justo, e o segundo tem o sentido de robusto, forte.

Votos: 17
Times: Nissan/Yokohama Marinos/Yokohama F-Marinos (1990-1999), Júbilo Iwata (2000), Urawa Reds (2001-02)
Best Eleven: 5 vezes (1993-97)
“O ‘Muro da Ásia’ era intenso demais! O Ihara-san foi meu treinador quando eu estava emprestado ao Avispa Fukuoka e fez eu aprender a defender melhor pressionando a linha de frente” – Teruhito Nakagawa (Yokohama F-Marinos)
“O Ihara é um ano mais novo que eu e pude ver bem de perto o quanto ele era incrível, pois joguei junto com ele várias vezes. Ele é o segundo com mais partidas pela seleção japonesa, com 122. Não é qualquer jogador que consegue um feito desses” – Masahiro Fukuda (ex-jogador, hoje comentarista)”
O melhor defensor da história da J.League. Ele era muito superior aos outros fisicamente e no poder de concentração, além de ser impressionante nos duelos individuais. Ninguém passava confiança como ele” – Michael Plastow (jornalista)

Zagueiro: Marcus Tulio Tanaka

Votos: 32
Times: Sanfrecce Hiroshima (2001-02), Mito HollyHock (2003), Urawa Reds (2004-09), Nagoya Grampus (2010-16), Kyoto Sanga (2017-19)
MVP em 2006
Best Eleven: 9 vezes (2004-12)
“Tinha todas as características de um bom defensor e ainda era um atacante nato” – Shinji Ono (FC Ryukyu)
“Levou o Urawa e o Nagoya à conquista de títulos. Tem um estilo de jogo único” – Daiki Iwamasa (ex-jogador, hoje comentarista)
“Ele é um defensor a princípio, mas fez um total de 75 gols na J1 e está em 31º no ranking de artilheiros de todos os tempos, algo de fazer inveja a muito atacante. Estou mais uma vez surpreso com o poder de decisão que ele tem” – Hideto Shimizu (jornalista)

Zagueiro: Yuji Nakazawa

Votos: 25
Times: Verdy Kawasaki/Tokyo Verdy (1999-2001), Yokohama F-Marinos (2002-18)
MVP em 2004
Best Eleven: 6 vezes (1999, 2003-05, 2008, 2013)
“Acho que o melhor zagueiros de todos é ele. No jogo aéreo, no um contra um, nas tomadas de decisão, na forma de organizar a defesa, nas reações em momentos críticos, ele tinha tudo que um defensor precisava ter” – Takeshi Dejima (jornalista)
“Um zagueiro que além de alto é rápido e forte. Um jogador indispensável para a defesa” – Tatsuya Tanaka (Albirex Niigata)
“Forte no jogo aéreo e passava segurança” – Yoshito Okubo (Tokyo Verdy)

Votos: 34 (o mais votado)
Times: Yokohama Flügels (1998-99), Kyoto Purple Sanga (1999-2001), Gamba Osaka (2001~)
MVP em 2014
Best Eleven: 12 vezes (2003-12, 2013-14)
“Um jogador que está há muito tempo no Gamba e sempre em evidência, vai ficar na memória pela vida inteira. Digno de ser chamado ‘Mr. Gamba'” – Sergio Echigo (ex-jogador, hoje comentarista)
“Sabe defender e equilibrar o time e tem a calma para controlar o jogo” – Akihiro Nagashima (ex-jogador, hoje comentarista)
“Comemorei demais aquele gol de falta sensacional na Copa do Mundo da África do Sul em 2010” – Shupei Pecopa (comediante)

Meio-campista: Andrés Iniesta

Votos: 13
Time: Vissel Kobe (2018~)
Best Eleven: 1 vez (2019)
“Esse cara é especial. Em uma fração de segundo ele toma decisões e encontra os espaços” – Teruhito Nakagawa (Yokohama F-Marinos)
“Mesmo entre os jogadores de seleções de outros países que se destacaram na J.League, a habilidade dele está em outro patamar. Sem ser extravagante, ele faz jogadas incríveis com naturalidade” – Masahiro Fukuda (ex-jogador, hoje comentarista)
“Ele sempre encontra uma forma diferente e brilhante de explorar a defesa adversária” – Yoshiyuki Komiya (jornalista)

Meio-campista: Hidetoshi Nakata

Votos: 14
Time: Bellmare Hiratsuka (1995-98)
Best Eleven: 1 vez (1997)
“Desde o primeiro ano como profissional ele já estava um nível acima dos outros. Controlava o jogo de forma inteligente e tinha um chute poderoso” – Teruo Iwamoto (ex-jogador, hoje comentarista)
“Desde quando estava no Hiratsuka, com menos de 20 anos ele já tinha a mentalidade do melhor jogador asiático que ele se tornaria no futuro” – Hiroshi Hayano (ex-jogador, hoje comentarista)
“O cara que consegue ‘fazer o time ganhar'” – Shinji Ono (FC Ryukyu)

Meio-campista: Shunsuke Nakamura

Votos: 29
Times: Yokohama Marinos/Yokohama F-Marinos (1997-2002 e 2010-16), Júbilo Iwata (2017-19), Yokohama FC (2019~)
MVP em 2000 e 2013
Best Eleven: 3 vezes (1999-2000, 2013)
“É aquele jogador ‘ruim de jogar contra’. Ele entende como conduzir o jogo. Por isso é sempre muito interessante quando enfrento ele” – Kengo Nakamura (Kawasaki Frontale)
“O único que já brilhou a ponto de ser MVP da J.League duas vezes. Ele também contribuiu bastante transmitindo à J.League a experiência que adquiriu jogando na Europa” – Toshio Ninomiya (jornalista)
“É um dos jogadores mais representativos do Japão, né?” – Tatsuya Tanaka (Albirex Niigata)

Votos: 17
Times: Urawa Reds (1998-2001 e 2006-07), Shimizu S-Pulse (2010-12), Consadole Sapporo (2014-19), FC Ryukyu (2019~)
Best Eleven: 1 vez (1998)
“Um dos meus jogadores preferidos. Aquele que te empolga quando está com a bola” – Keisuke Tsuboi (ex-jogador, hoje comentarista)
“Um ‘gênio que aparece a cada 100 anos’. Ele faz o que quer com a bola. Você fica estonteado só de ver uma jogada dele” – Akitomo Kishina (jornalista)
“Um gênio com um talento especial que o Japão pode se orgulhar” – Yahiro Kazama (técnico e comentarista)

Atacante: Dragan Stojkovic

Votos: 18
Time: Nagoya Grampus (1994-2001)
Best Eleven: 3 vezes (1995-96, 1999)
“Não é que a gente era ingênuo no futebol, ele que era habilidoso demais” – Hiroshi Hayano (ex-jogador, hoje comentarista)
“Trouxe uma ‘revolução’ para o futebol japonês com sua técnica superior e ideias desconhecidas” – Masaki Asada (jornalista)
“Jogar livremente é uma espada de dois gumes. Mas esse era o atrativo dele” – Masahiro Fukuda (ex-jogador, hoje comentarista)

Atacante: Kazuyoshi Miura

Votos: 16
Times: Yomiuri/Verdy Kawasaki (1990-1998), Kyoto Purple Sanga (1999-2000), Vissel Kobe (2001-05), Yokohama FC (2005~)
MVP em 1993
Best Eleven: 3 vezes (1993, 1995-96)
“O primeiro MVP da J.League, que tem contribuído com o futebol japonês desde a fase inicial, não tinha como deixar ele de fora” – Eisuke Nakanishi (ex-jogador, hoje comentarista)
“O Rei dispensa apresentações! Sempre me inspirei nele” – Daiki Iwamasa (ex-jogador, hoje comentarista)
“Ele interage com todos os torcedores que vão aos treinos. Esse tipo de atitude me surpreendeu. Um monstro sagrado que não aparenta de jeito nenhum a idade que tem” – Miki Sato (modelo honorária da J.League)

Técnico: Ivica Osim

Votos: 16
Time: JEF United Ichihara Chiba (2003-06)
“Ele abriu as portas da seleção japonesa para mim. Eu queria ver até onde iria o Osim Japan” – Kengo Nakamura (Kawasaki Frontale)
“Ele deixou muitas frases marcantes e mostrou que o Japão podia enfrentar as grandes seleções. Ele ressuscitou o JEF United, algo que só um grande treinador conseguiria” – Nobuyuki Kojima (treinador de goleiros)
“Quando era jogador, eu pensava primeiro no lado técnico, então temos muito em comum nessa parte. Além disso, ele é bom em desenvolver as habilidades individuais” – Yahiro Kazama (comentarista)

Como ficou na formação tática a seleção de todos os tempos da J.League — Foto: Futebol no Japão

Como ficou na formação tática a seleção de todos os tempos da J.League — Foto: Futebol no Japão

Os mais votados:
34 – Endo
32 – Tulio
29 – Nakamura
25 – Nakazawa
24 – Narazaki
18 – Stojkovic
17 – Ihara e Ono
16 – Kazu
14 – Nakata
13 – Iniesta

Siga o Futebol no Japão no Facebook e no Twitter

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui