Hachiko: Conheça a história do cachorro de 100 anos que inspirou o filme “Sempre ao seu lado”

0
61

Cachorro japonês da raça Akita Inu esperava o seu dono, Hidesaburo Ueno na estação de trem em Shibuya, no Japão, mesmo após a sua morte. A história inspirou o filme “Sempre ao seu lado”.

O cachorro chamado Hachiko, da raça Akita Inu, nasceu em 1923, na província de Akita em Odate, Japão, e completaria 100 anos em 2023. O animal japonês ficou famoso por sua lealdade, ao continuar esperando seu dono na estação de trem após muito tempo de sua morte. Diante disso, diversas obras foram inspiradas na história do “fiel companheiro”, incluindo o filme “Sempre ao seu lado“.

A história do cachorro Hachiko

O cão japonês iniciou sua vida no ano de 1923, na província de Akita, localizada em Odate, no Japão. O felino é de grande porte e descrito como uma das primeiras raças de cachorros japoneses, e um dos mais famosos do território japonês. Em 1931, a raça Akita se tornou ícone do país e recebeu treinamento de caça para o ataque contra alces e javalis. 

O autor de um dos livros sobre o animal, Eietsu Sakuraba, comentou sobre a personalidade do bicho. “Os cães Akita são tranquilos, honestos, espertos, valentes e respeitosos aos seus responsáveis”, declarou o escritor. E completou sobre os outros aspectos comportamentais do felino: “Em contraponto, eles apresentam a pirraça e a cisma contra as pessoas que não são chefes do cão Akita”. 

Em 2023, um notório professor de agricultura chamado Hidesaburo Ueno, que “cultivava” a paixão por cachorros, solicitou a um estudante para localizar e arranjar um animal Akita. Depois de uma longa viagem nos trilhos, o pequeno animal chegou no bairro de Shibuya, em Tóquio, para a casa de Hidesaburo em 15 de janeiro de 1924.  

Após acreditarem que o cão japonês estava morto, o professor e a sua mulher, Yae, trataram do animal por seis meses até a sua recuperação. Hidesaburo Ueno deu o nome de Hachi para o felino. Os alunos decidiram acrescentar o sufixo “Ko”’ para a formação do nome Hachiko, para o cão que inspirou o filme “Sempre ao seu lado“. Hachiko, aos 11 anos, faleceu de câncer e recebeu homenagens após a sua bela história, incluindo a estátua no cruzamento mais conhecido do Japão, o Cruzamento Shibuya, que demonstra a forte lealdade do cão Akita.

A história do animal com o dono que emocionou pessoas e virou filme

O professor universitário Ueno, que morava no bairro Shibuya, lecionava aulas na Universidade Imperial de Tóquio. Hidesaburo precisava frequentar a estação de trem de Shibuya nos dias que ia para o trabalho e o Hachiko, mesmo filhote, acompanhava o seu dono. O docente ia para o trabalho de manhã e ‘Hachi’, como era chamado pelo dono, esperava a volta do seu responsável, que chegava no período da tarde. E a rotina seguia entre os parceiros.

Porém, uma tragédia aconteceu e Hidesaburo Ueno, com uma hemorragia cerebral durante um rotineiro dia de aula, faleceu em 1925. O animal, que não soube da morte do dono, seguia esperando-o na estação de Shibuya, que descia às três horas da tarde após o seu trabalho. 

O cão fiel foi doado para outra família, mas sempre fugia no horário combinado para esperar o seu dono no momento habitual de sua volta. O fato começou a incomodar os funcionários do trem, que tentavam espantar o animal até conhecer o real motivo da longa espera, que virou história de filme. A emocionante história é contada na obra cinematográfica “Sempre ao seu lado“, lançada no final de 2009.

Foto destaque: Hachiko, o cão que esperava o seu dono na estação de trem. Reprodução/Twitter/@JamesWillems.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui