Morreu a mulher mais idosa do mundo aos 119 anos no Japão

0
89
Morreu a mulher mais idosa do mundo aos 119 anos no Japão
This handout picture taken on September 13, 2021 and provided by Fukuoka Prefectural Government on April 25, 2022 shows the world's oldest person, Japanese woman Kane Tanaka who was born on January 2, 1903, and died at the age of 119 on April 19, 2022. (Photo by Handout / Fukuoka Prefectural Government / AFP) / RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT "AFP PHOTO / Fukuoka Prefectural Government " - NO MARKETING - NO ADVERTISING CAMPAIGNS - DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTS

A mulher mais idosa do mundo, a japonesa Kane Tanaka, morreu aos 119 anos em Fukuoka, cidade onde residia, confirmaram as autoridades locais à agência de notícias espanhola Efe.

Nascida a 2 de janeiro de 1903 na antiga aldeia de Wajiro, que agora faz parte da cidade de Fukuoka, Kane Tanaka morreu num hospital naquela cidade no último dia 19, com 119 anos e 108 dias.

Kane Tanaka, que se casou aos 19 anos, viveu em cinco épocas diferentes do Japão (Meiji, Taisho, Showa, Heisei e a atual Reiwa) e tinha estabelecido o objetivo de comemorar os 120 anos no próximo ano, segundo a sua família.

Moradora de uma casa de repouso em Fukuoka , Tanaka interagia com a equipe por meio de gestos e muitas vezes se desafiava a resolver quebra-cabeças numéricos . Seus hobbies incluíam caligrafia e cálculo. Ela comia arroz, peixe e sopa , além de beber bastante água , dieta que seguia desde os 112 anos. A japonesa ainda tinha muito apetite, adorava doces e bebia três latas por dia de café enlatado, além de bebidas nutricionais. Gostava de chocolate e refrigerantes. A família, como ela nunca se cansava de repetir, significava tudo para ela, e dormir profundamente era seu segredo para a longevidade.

Já há alguns anos que residia num lar de idosos e a sua presença era habitual em artigos japoneses e programas de televisão por ocasião do seu aniversário ou da celebração nacional do Dia do Respeito pelos Idosos.

O chocolate era o seu alimento preferido e também gostava de bebidas gaseificadas, como foi visto muitas vezes em fotografias e vídeos transmitidos pelos meios de comunicação locais.

A idosa esteve para transportar a tocha olímpica dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, adiados para 2021, mas o agravamento da pandemia de covid-19 no país impediu que esse objetivo se concretizasse.

Tanaka estava reconhecida desde 2019 pelo Grupo de Investigação em Gerontologoa (GRG, sigla em inglês) e pelo Guinness World Record como a mulher e a pessoa mais velhas do mundo.

Com a sua morte, a freira francesa Lucile Randon, mais conhecida como Irmã André, que tem 118 anos e 74 dias, passa a deter esse título.

A japonesa mais idosa é agora Fusa Tatsumi, que esta segunda-feira completa 115 anos, e é também a quinta pessoa mais velha do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui