Moradores do Nossa Senhora das Graças pede ajuda ao Vereador Tabosa para resolver o flagelo do alagamento no bairro

0
44

Um impressionante vídeo foi enviado pelos moradores da Vila Nossa Senhora das Graças ao vereador Marcos Tabosa (PDT) onde mostra ruas parecendo rios agitados e casas alagadas pelas chuvas. Cansados dos prejuízos que a natureza tem proporcionado àquela região, os moradores pedem ajuda para resolver esse grande e antigo problema que aflige aquela comunidade toda vez que chove em Campo Grande.

No vídeo as ruas Dumontina entre as ruas Emboabas e Leopoldina simplesmente dão lugar a um verdadeiro rio, onde as águas descem arrastando tudo que encontram pela frente, causando grande prejuízo aos moradores e impedindo o acesso às casas, tornando a rotina do bairro um verdadeiro caos.

Segundo o vereador Marcos Tabosa, as chuvas intensas podem causar uma série de problemas relacionados a alagamentos de ruas e casas residenciais. As chuvas intensas podem resultar no acúmulo rápido de água nas ruas, especialmente em áreas urbanas com pouca capacidade de drenagem, causando transtornos no tráfego, danos a veículos e, em alguns casos, representando riscos à segurança dos pedestres e motoristas.

Ainda segundo o vereador, a água da chuva ao invadir as casas residenciais, causam danos significativos às propriedades. Isso pode incluir a destruição de pertences, danos estruturais, problemas elétricos e até mesmo riscos à saúde se a água estiver contaminada.

Tabosa lembra que as chuvas intensas podem resultar em erosão do solo, especialmente em áreas desprotegidas. A remoção do solo pode levar à formação de valas, ravinas e deslizamentos de terra, aumentando os riscos para estruturas próximas e contribuindo para a sedimentação de corpos d’água, causando grandes prejuízos econômicos, pois as inundações em áreas urbanas frequentemente causam prejuízos econômicos, tanto para indivíduos quanto para empresas. Os custos associados aos danos a propriedades, veículos e infraestruturas podem ser substanciais.

Além dos prejuízos coletivos e individuais, esse problema causa interrupção de todo tipo de serviço público como eletricidade, água potável e transporte público. “Isso afeta a rotina diária das pessoas e pode ter impactos significativos na qualidade de vida e na economia local”, afirma Tabosa.

O vereador Tabosa lembra que inundações podem tornar crítica a questão da saúde das pessoas. “A água acumulada durante inundações pode se tornar uma fonte de contaminação. Isso cria riscos para a saúde pública devido à possibilidade de propagação de doenças transmitidas pela água e à presença de poluentes. Isso sem contar com os impactos ambientais, pois as inundações podem ter impactos negativos no meio ambiente, incluindo a degradação de ecossistemas locais, a perda de biodiversidade e a contaminação de corpos d’água.

O vereador ratifica que é crucial implementar medidas de gerenciamento de águas pluviais, como a construção de sistemas de drenagem eficientes, a adoção de práticas de urbanização sustentável, o planejamento adequado do uso do solo e a conscientização da população sobre a importância de evitar a obstrução de sistemas de drenagem, como bueiros e canaletas. Além disso, estratégias de adaptação às mudanças climáticas podem ser necessárias para lidar com eventos climáticos extremos mais frequentes.

Diante deste dilema enfrentado pelos moradores da Vila Nossa Senhora das Graças, o vereador Marcos Tabosa imediatamente apresentou à mesa diretora da Câmara Municipal de Campo Grande uma indicação para que seja enviado ofício ao Executivo Municipal, com cópias para a Secretaria de Obras solicitando urgência no serviço de drenagem de água nessas ruas e inicie estudo de viabilidade de asfaltamento com esgoto para que esse volume de água que desce pelas ruas do bairro seja canalizada e direcionada ao sistema de escoamento de água da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui