Membro da comissão especial de negociação salarial, vereador Tabosa quer discutir melhor Lei 190 e 199

0
14

Como vereador e membro da Comissão Especial de Negociação Salarial, além de presidente do SISEM (Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais de Campo Grande), o vereador Marcos Tabosa (PDT) disse que o cancelamento da audiência pública que ocorreria no próximo dia 28 de fevereiro dará mais tempo para discutir com os servidores públicos a Lei 190 e 199, que tratam de adequações nas folhas de pagamento e dispõe ainda de cargos de carreira e redução de riscos de trabalho, que a seu ver precisa ser melhor debatida para não incorrer em prejuízos ao funcionalismo público municipal.

 A audiência pública seria promovida pela Comissão Especial de Negociação Salarial da Câmara de Campo Grande, composta ainda pelos vereadores Valdir Gomes (PSD), Luiza Ribeiro (PT) e Professor André (Rede).

“A prefeitura retirou a Lei 190 e a 199 da pauta de votação na Câmara, que seria votada definitivamente em plenário no mês de março. Então, eu concordei com o cancelamento da audiência. Se a prefeitura mandar outro projeto, nós vamos sentar com as categorias e analisar melhor a proposta. A partir de agora, nós vamos dialogar e esperar o envio ao parlamento municipal de outro projeto”, disse Tabosa.

O vereador Tabosa lembra ainda que no final de 2023 o Executivo Municipal enviou a Casa de Lei projeto semelhante para ser votado e entrar em vigor no início de 2024, porém, por não concordar com o texto, juntamente com o vereador Valdir Gomes conseguiu articular sua retirada da pauta de votação, sendo atendido pelo presidente Carlos Augusto Borges (PSD), que entendeu que o projeto precisava de mais tempo para debater a proposta com os servidores.

Eleito para ser a voz dos servidores na Câmara Municipal, o vereador Marcos Tabosa disse que a audiência pública convocada pela Comissão Especial de Negociação Salarial da Câmara de Campo Grande seria o fórum ideal na construção deste projeto de origem do Executivo Municipal, mas garantiu que vai continuar vigilante e atento a todos os projetos e iniciativas que chegam à Casa de Leis de interesse dos servidores, pois entende que o servidor público precisa ser reconhecido e valorizado, com justos salários e condições dignas de trabalho, pois desempenha um papel fundamental na vida de uma cidade, pois ele é responsável por garantir o funcionamento adequado dos serviços públicos essenciais. Eles trabalham em diversas áreas, como saúde, educação, segurança, limpeza urbana, entre outras, e desempenham funções que impactam diretamente a qualidade de vida dos cidadãos, pois desempenham um papel fundamental na vida de uma cidade, pois são responsáveis por garantir o funcionamento adequado dos serviços essenciais para a população. Eles atuam em áreas como saúde, educação, segurança, limpeza urbana, transporte público, entre outras, desempenhando funções que impactam diretamente a qualidade de vida dos cidadãos.

Além disso, os servidores públicos são responsáveis por garantir a eficiência e a transparência na administração pública, contribuindo para a construção de uma cidade mais justa e democrática. Eles são agentes importantes na implementação de políticas públicas e no atendimento às demandas da população, exercendo um papel fundamental na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

“Portanto, é essencial reconhecer e valorizar o trabalho dos servidores públicos, garantindo-lhes condições dignas de trabalho e remuneração justa, para poderem continuar desempenhando suas funções de maneira eficiente e dedicada em benefício de toda a comunidade”, finalizou Tabosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui